Os desafios de alunos e professores durante a pandemia

Por | Social Media na Uníntese | 23 de março de 2021


Com a pandemia, a educação foi uma das áreas mais afetadas. O coronavírus pegou o mundo inteiro de surpresa e adaptar-se a essa nova realidade não foi nada fácil. Os desafios de alunos e professores durante a quarentena têm sido incontáveis.

A educação no Brasil já enfrentava inúmeros obstáculos, isso mesmo antes da pandemia. Portanto, não era de se estranhar que ao fecharmos todas as escolas houvesse um grande impacto. De acordo com o relatório do Banco Mundial, mais de 1,5 bilhões de alunos ficaram sem estudos presenciais em 160 países.

Diante desse cenário, as escolas e os estudantes tiveram que se adaptar à nova realidade e a tecnologia foi crucial nesse momento. O ensino à distância é extremamente vantajoso no mundo atual, porém mudar abruptamente do ensino presencial para o ensino online, sem nenhum tipo de planejamento, trouxe inúmeros desafios e consequências.

Planejamento:

Professores e gestores escolares tiveram que se virar nos 30 para adaptar o currículo escolar presencial para o ensino online. Por isso, muitas escolas passaram a utilizar ferramentas digitais como Zoom, Skype e Google Meet, e muitos professores e estudantes não sabiam como usa-las.

Foi uma aprendizagem coletiva. Os professores também precisaram gravar e editar vídeos e no meio disso tudo compreender a melhor maneira de transmitir seu conteúdo e manter a atenção de seus alunos.

 

Acesso a um computador e/ou internet:

Grande parte dos alunos brasileiros de escola pública não têm acesso à internet, o que prejudicou ainda mais seu aprendizado. Segundo dados da UNICEF, cerca de 4,8 milhões de crianças e adolescentes, de 9 a 17 anos não têm acesso à internet em casa. Isso, corresponde a cerca de 17% de todos os brasileiros nessa faixa etária.

Estresse e ansiedade por conta do confinamento:

Segundo o periódico científico The New England Journal of Medicine, o número de pacientes com depressão e ansiedade deve aumentar globalmente após a quarentena devido à pandemia de Covid-19.

Além da adaptação com um novo método de ensino, há ainda o estresse gerado pelo confinamento e o distanciamento social durante a quarentena. Todos nós temos lidado diariamente com a ansiedade e o medo por conta desse momento de incerteza, o que também se configura como um enorme desafio para o ensino.

 

Qual a solução?

Os desafios para as escolas públicas e particulares do Brasil e do mundo ainda são muitos, mas então qual a solução para lidar com tudo isso? Bem, em primeiro lugar é preciso ter muita calma nesse momento e saber que esta é uma situação temporária.

Tenha paciência consigo mesmo. Aprenda a ter empatia com seus colegas de trabalho, com seus filhos, seus alunos e com tudo o que está acontecendo no mundo. Não ignore seus sentimentos e tente sempre se colocar no lugar do outro.

Crie grupos de apoio nas redes sociais para pais, alunos e professores, compartilhe materiais interessantes e divertidos, procure sempre planejar seus conteúdos e priorizar atividades, teste seus equipamentos antes de aulas e reuniões online. Tente relaxar e fazer atividades legais com sua família e de vez em quando se desligue das redes sociais.

Texto original: Nicole Utzig Mattjie /blog Ensino.digital