Como ser tradutor e intérprete de Libras em 2 anos

Por | Social Media na Uníntese |


Desde que a Libras foi oficializada como segunda língua oficial do Brasil, em 2002, aumentou muito o nome de profissionais atuando na área, seja no ensino ou trabalhando junto à comunidade surda. Tanto que, em 2010, foi aprovada a regulamentação da profissão de tradutor e intérprete de Libras.

Como ser tradutor e intérprete de Libras em 2 anos?

A melhor maneira de tornar-se um profissional de excelência em Libras é fazendo uma graduação. O ensino superior abre muitas oportunidades. Especialmente para intérpretes e tradutores da Língua Brasileira de Sinais.

Na Uníntese/FADS, oferecemos o curso Comunicação Assistiva – Tradução e Interpretação da
Libras/Língua Portuguesa. A faculdade tem duração de dois anos e concede um diploma de tecnólogo. Para quem não sabe, tecnólogo tem a mesma validade de uma licenciatura ou bacharelado.

O diferencial de um tecnólogo é fazer a graduação em menos tempo. Neste caso, em dois anos.

Então, uma das vantagens do tecnólogo é permitir ingressar rápido no mercado de trabalho.

Atualmente, o Brasil tem mais de 10 milhões de pessoas surdas. Esse número indica que trabalhar com Libras pode ser uma ótima alternativa para quem busca uma boa colocação profissional. Além disso, a pessoa também estará trabalhando com inclusão!

Sobre o curso

Conforme vimos, o curso tem 4 semestres. Ao passo em que o aprendizado aumenta, melhora a compreensão do estudante sobre a Libras.

Neste meio tempo, o estudante vai aprender a Língua Brasileira de Sinais e estará apto para se comunicar na língua. Para o domínio e fluência na Libras, o estudante estará frequentando também a ESCOLA DE LIBRAS da Uníntese (eLibras), com um percurso formativo completo, em uma plataforma exclusiva para a aprendizagem da língua desde os passos iniciais até os níveis mais avançados, visando a fluência na Libras.

Mercado de Trabalho

Conforme já dissemos, a comunidade surda no Brasil corresponde a 5% de toda a população. Isso significa uma ótima possibilidade profissional. Quem se dedicar ao aprendizado pleno da Libras, se qualifica para trabalhar em grandes empresas.

Já reparou que muitas companhias e marcas estão oferecendo atendimento em Libras? Inclusive órgãos públicos que por lei precisam oferecer intérprete e tradutor.

Além disso, é possível trabalhar em instituições públicas, privadas, empresas, em organizações, assim como trabalhar como empreendedor, autônomo prestando serviços na área, prestando serviços que envolve desde em eventos, palestras, produtoras de vídeo e em empresas que desenvolvem conteúdos e softwares, auxiliando no processo de tornar aplicativos e sites mais amigáveis para pessoas surdas.

Em outras palavras: é um ótimo ramo para atuação profissional. E ainda com a vantagem de poder trabalhar com inclusão.

Se você acredita que esse é um bom caminho profissional, saiba mais sobre o curso de Comunicação Assistiva – Tradução e Interpretação da Libras/Língua Portuguesa.

Quem se forma na Uníntese/FADS estará agregando ao currículo o diploma na mais tradicional instituição de ensino da Libras no Brasil.

Quer saber como ingressar em nossos cursos? Descubra agora.


Deixe seu comentário aqui.