Switched at Birth: Uma Jornada pela Diversidade e Inclusão na Cultura Surda

Procurando por uma série que aborde a cultura surda? Então se liga! A dica de hoje é a série Switched at Birth.

A série foi ao ar pela primeira vez em 2011 e teve sua última temporada em 2017. A história foca na vida de duas adolescentes: Bay e Daphne. Quando elas descobrem terem sido trocadas na maternidade suas vidas viram de ponta cabeça! Assim, elas precisam se ajustar às diferenças culturais e sociais de suas novas famílias, sendo que uma das maiores diferenças é que Daphne é surda e utiliza a Língua de Sinais como principal meio de comunicação.

Língua de Sinais em foco

Desse modo, Switched at Birth é notável por sua representação autêntica da cultura surda e da Língua de Sinais Americana (ASL). Além disso, muitos dos personagens surdos são interpretados por atores surdos, o que garante uma representação ainda mais realista e autêntica da cultura surda.

Outro ponto interessante é que a maioria dos diálogos em ASL são transmitidos sem legendas para o público ouvinte, permitindo que o espectador tenha uma experiência mais imersiva na cultura surda.

Assim sendo, a série aborda muitos dos desafios que as pessoas surdas enfrentam na sociedade, incluindo a falta de acessibilidade em espaços públicos e a discriminação no local de trabalho e na escola.

Isso porque, a falta de interpretação em língua de sinais, por exemplo, é uma barreira que muitas pessoas surdas enfrentam em situações cotidianas, como em consultas médicas, palestras ou reuniões de negócios. Logo, a série retrata esses desafios de forma autêntica, e nos mostra a importância da inclusão e da acessibilidade para as pessoas surdas.

Switched at Birth e a inclusão

Desse modo, uma das principais mensagens da série é a importância da Língua de Sinais Americana como uma língua legítima e valiosa. A língua de sinais é uma língua natural e completa, com sua própria gramática e sintaxe, e não é apenas uma tradução gestual do inglês.

Assim, a série destaca a riqueza da Língua de Sinais Americana e sua importância para a comunicação e a cultura da comunidade surda.

Nem todos sabem, mas a cultura da comunidade surda americana inclui a luta por direitos civis e as várias formas de expressões artísticas. O personagem Emmett, por exemplo, é um artista surdo que usa sua arte como uma forma de expressão e ativismo. Ele é um personagem importante na série, e ajuda a mostrar a importância da cultura, da arte e da literatura surda.

Portanto, Switched at Birth é uma série muito importante e necessária por sua representação autêntica da cultura surda e da Língua de Sinais Americana. Logo, a série ajuda a desafiar estereótipos e preconceitos em relação à comunidade surda e mostra a importância de uma educação mais inclusiva e acessível para todos. Porquanto, a inclusão é fundamental para a construção de uma sociedade mais justa e igualitária para todos.

Gosta deste tipo de conteúdo? 😍 Então cadastre-se abaixo e receba materiais exclusivos sobre Libras e cultura surda! ❤


Deixe seu comentário aqui.