Dia Internacional da Pessoa com Deficiência (PCD): qual a origem da data?

Por | Social Media na Uníntese |


Em 3 de dezembro, é celebrado o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência (PCD). A data foi criada em 1992, pela Organização das Nações Unidas.

Desde então, a cada 3 de dezembro, a sociedade é convidada a refletir sobre os direitos de pessoas com deficiência. Também é a data em que precisamos pensar sobre a inclusão e a diminuição das barreiras e dificuldades impostas às PCD.

O principal objetivo da iniciativa proposta pela ONU com a data é conscientizar a população para fortalecer a luta por oportunidades iguais para todas as pessoas.

Embora saibamos que há muito o que evoluirmos, também há razões para celebrar avanços. A criação de legislações, cotas com número mínimo de funcionários PCD nas empresas, atendimento prioritário são algumas das conquistas das pessoas com deficiência.

Qual a origem da expressão PCD?

PCD é uma sigla que significa Pessoas com Deficiência. Essa é a forma correta para se referir a quem tem essa condição.

A expressão foi criada em 2005, na Convenção sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência das Nações Unidas.

São enquadradas como PCD as pessoas que nasceram com alguma limitação permanente ou que adquiriram ao longo da vida, como por exemplo, alguém que sofreu um acidente e ficou com alguma sequela irreversível.

No Brasil, existem aproximadamente 45 milhões de pessoas com deficiência. De acordo com o Censo do IBGE, esse número equivale a quase 25 por cento da população. É como se 1 a cada 4 pessoas fosse PCD.

Lei de Cotas nas empresas é uma das principais conquistas para as PCD

A lei de cotas para PCD (art. 93 da Lei nº 8.213/91) definiu que empresas com mais de 100 funcionários precisam, obrigatoriamente, ter PCD na equipe.

Confira os percentuais de PCD nas empresas, exigidos por lei:

I – de 100 a 200 empregados…………….2% precisam ser PCD

II – de 201 a 500 ……………………………  3% precisam ser PCD

III – de 501 a 1.000 ……………………….. 4% precisam ser PCD

IV – de 1.001 em diante …………………. 5% precisam ser PCD

Dia Internacional da Pessoa com Deficiência: conclusão

O Dia Internacional da Pessoa com Deficiência deve servir ao propósito principal da data, que é uma reflexão ampla a respeito dos direitos das PCD. Será que somos uma sociedade inclusiva? Quais mecanismos criamos para que as pessoas com deficiência ocupem os espaços, tenham representatividade?

Essas são algumas questões que precisar ser discutidas cada dia mais. Como instituição de ensino, a Faculdade Uníntese se propõe em colaborar com uma sociedade aberta e inclusiva.

Mas essa luta não pode ficar restrita ao 3 de dezembro, e sim estar presente em nós todos os dias.


Deixe seu comentário aqui.