Qual foi a origem do Outubro Rosa?

Por | Social Media na Uníntese |


Tags:

Você sabe qual foi a origem do Outubro Rosa?

Se não sabe maiores detalhes sobre este assunto, acompanhe este texto até o final e descubra algumas curiosidades interessantes sobre este mês dedicado à prevenção do câncer de mama.

O Outubro Rosa surgiu no início dos anos 90, em algumas localidades dos Estados Unidos. O objetivo inicial dessas campanhas era debater a temática do câncer de mama.

O símbolo do laço rosa foi lançado em 1990, na Corrida pela Cura, em Nova York.  Na oportunidade, foram distribuídas fitas nessa cor para os participantes.

Depois que a campanha foi aprovada pelo congresso norte-americano, o Outubro Rosa se espalhou por outros países e hoje é celebrado em todo o mundo.

Outubro Rosa no Brasil

O Outubro Rosa chegou ao Brasil na virada para os anos 2000. O primeiro ato simbólico de maior relevância da campanha no país foi quando o Obelisco do Ibirapuera, em São Paulo (SP), foi iluminado de cor de rosa.

Com o passar dos anos, a campanha foi crescendo pelo país e hoje é celebrada na maioria das cidades brasileiras, inclusive com intensa programação em grande parte das regiões do país.

Dentre os eventos mais frequentes estão corridas, atividades físicas e a iluminação ou até mesmo pintura de prédios e pontos turísticos.

Necessidade de combater o câncer de mama

O câncer de mama mata mais de 600 mil mulheres a cada ano em todo o mundo. Somente no Brasil, são confirmados aproximadamente 60 mil novos casos da doença anualmente.

A boa notícia é que, em 95% dos casos, o câncer de mama tem cura, desde que diagnosticado de forma precoce. Por essa razão, o Outubro Rosa é tão importante, pois estimula que cada vez mais mulheres façam os exames de maneira correta e frequente.

Quanto mais cedo forem os diagnósticos, mais eficaz será o tratamento, em caso de melhores que tenham a doença.

Um dos principais objetivos do Outubro Rosa é incentivar as mulheres a fazerem exames preventivos.

Segundo o Ministério da Saúde, mulheres entre 50 e 69 anos devem fazer o exame de mamografia a cada dois anos. Entretanto, esse período deve ser decidido por um médico especialista, que saberá avaliar o caso de cada paciente.

Outra prática recomendada é o autoexame, que ajuda a pessoa a conhecer melhor o corpo, permitindo que esteja atenta a possíveis alterações que possam surgir na mama.

O tema do câncer de mama requer cada vez mais espaço na sociedade. Só dessa forma, teremos uma consciência maior sobre o assunto e os riscos que essa doença traz.

Desta forma, campanhas como o Outubro Rosa precisam de atenção e adesão por parte de todos nós.


Deixe seu comentário aqui.